segunda-feira, 23 de maio de 2011

O ataque a liberdade em São Paulo! Marcha da Maconha cruelmente reprimida

Em São Paulo manifestantes caminhavam ao som de cantos em defesa da liberdade de expressão, já que a Marcha da Maconha foi criminalmente proibida, nas vésperas de sua realização, após meses de agendamento e já com 17 habeas corpus concedidos. A polícia, entretanto, acompanharia a Marcha em Defesa da Liberdade de Expressão, seu novo nome diante da atitude fascista do judiciário, para que "tudo corresse bem".

Pois bem, fascistas protestavam contra a Marcha da Maconha. Dias antes a polícia protegeu a "liberdade de expressão" de neonazistas e bolsonarianos, entretanto, para o infeliz governo paulista é mais importante defender vandalos e marginais que se travestem através do discurso "Deus e família" para mascarar sua violência e insanidade. E foi assim que vimos cenas lamentáveis para qualquer democracia. Como cães ferozes a polícia não fez o seu papel e traiu a liberdade, traiu o seu papel oficial e se tornou, portanto, anticonstitucional e verdadeiramente criminosa. Com atos de horror, é com lamento que mostro aos senhores, leitores, o que jamais deveria ser visto - a não ser nos tempos de ditadura:

- MARCHA PELA LIBERDADE DE EXPRESSÃO - SÃO PAULO - por Coletivo Desentorpecendo a Razão

Como a Marcha da São Paulo, pelo Brasil as Marchas da Maconha deram seus exemplos de cidadania e defenderam com felicidade, paz e uma enorme alegria o direito de ser feliz e o direito a voz, tendo sido melhor recebidas que em São Paulo. Por exemplo, milhares de pessoas se reuniram para caminhar pela legalização em Marcha da Maconha em Porto Alegre, que foi noticiada pelo Coletivo Princípio Ativo AQUI

Também em Jundiai-SP a coisa foi bacana e bem divulgada pelo Hempadão - AQUI

E continua o Maio Verde! Parabéns a todos que participaram e continuamos na ativa por um mundo livre do proibicionismo!!!

1 comentários:

Vortek disse...

É...esse é o problema...vivemos uma "Democracia"(hum? democracia???) totalmente falsificada, é, caros amigos, quem foi o ingenuo que disse que a Ditadura havia acabado?
Está mais disfarçada que nunca...bem...nesses casos, está totalmente na cara!

Tempos Medievais.

Postar um comentário